Get Adobe Flash player

O Site no Cotidiano

Ant Prox

Povo da Gente

Plenária Popular do Jardim Planalto - Manoel Jr e Abraão Cavalcanti, fizeram juntos o maior Evento Público da história do Bairro. Centenas de pessoas participaram e provaram que é possível discutir o presente e planejar o futuro até mesmo no meio da Rua.

João Pessoa, 18 de março de 2011.

Exatamente no meio da Rua. Foi assim que na noite passada, quinta-feira, dia 17 de março,  na Rua Patrulheiro Sebastião Fernandes – Jardim Planalto -, centenas de cidadãos e cidadãs planaltenses juntamente com os seus verdadeiros representantes procuraram debater democraticamente sobre assuntos variados de interesse coletivo, tais como: soluções para os problemas detectados no bairro pelas lideranças locais e ignorados pelo poder público municipal e estadual relativos às áreas de infraestrutura, de saúde e de educação, principalmente; as formas de cobrança dessas demandas e o método a ser adotado no que concerne à atuação de nossas lideranças junto aos Entes Federativos, especialmente, objetivando cobrar tudo aquilo que foi prometido a nossa gente em campanhas eleitorais passadas, seja por alguns agentes políticos mal intencionados ou por alguns de seus cabos eleitorais desonestos, já que mesmo depois de eleitos sumiram e nunca cumpriram as palavras nos sucessivos mandatos; e, para até mesmo, para a entrega ao Deputado Federal Manoel Júnior, de uma gama de propostas populares  sugestionadas e formatadas pelo Suplente de Vereador Abraão Cavalcanti e por outras lideranças locais (Na foto acima - lado direito -, Manoel Júnior interagindo com Abraão Cavalcanti no decorrer da plenária popular, observados pelo Ex-Vereador Fuba que também participou da mesa e palestrou durante o Evento sobre o tema Cultura).

Algumas pessoas procuraram fazer terrorismo e inventaram mentiras a boca miúda objetivando esvaziar a participação dos moradores do Jardim Planalto na Plenária Popular. Além do mais, no dia do Evento, fomos pegos de surpresa e fomos proibidos de divulgar em carro de som a realização da Audiência Pública. Até o finalzinho da tarde a realização do Encontro estava comprometido, devido a uma proibição judicial que foi requisitada por vias colaterais por intermédio daqueles que dão sustentação ao Prefeito da Capital. Acontece que de maneira esquisita os aliados do Prefeito fizeram de tudo  para que o encontro não desse certo – por solicitação daqueles que têm medo do Povo e que só aparecem no Bairro do Jardim Planalto em época de eleição. Entretanto, o Deputado Manoel Júnior não se curvou as pressões e solicitou a cassação da liminar proibitiva ao Juiz competente, que percebendo a fragilidade da alegação apresentada e inconsistência das denúncias de propaganda eleitoral, liberou o Evento.

Confira o que foi publicado em vários Sites importante da política desta Capital sobre a tentativa de barrar a Plenária Popular de Manoel Júnior no Jardim Planalto:

1) Clique no Link a Seguir e Leia: Deputado vai recorrer de decisão que o proibiu de realizar plenárias populares em JP.

2) Clique no Link a Seguir e Leia: Juiz Libera evento e Manoel Júnior fará plenária popular em João Pessoa.

3) Clique no Link a Seguir e Leia: Vereador critica tentativa de barrar plenária de Manoel Júnior – Jardim Planalto.

Na realidade, o que tentaram foi impedir de todas as maneiras que o Deputado Manoel Júnior - através de lideranças consolidadas locais, a exemplo de Abraão Cavalcanti (também consagrado nas urnas, já que obteve em 2008 a maior votação da história das eleições no Jardim Planalto para Vereador) e, de outros combativos moradores que amam o Jardim Planalto -, recebesse informações preciosas denunciando o desprezo da administração pública municipal para com os interesses do povo sofrido do Bairro: esgoto a céu aberto que jorra há anos – com promessas eleitoreiras para conclusão que elegeram candidatos a cada 4 anos no passado, ruas esburacadas, falta de medicamentos no posto do PSF, calçamento de Rua pela metade (Rua Marta da Luz), falta de segurança, etc.

Como se não bastasse, Eles ainda colocaram mais 3 pessoas em pontos estratégicos do bairro para afugentar o povo dizendo que não haveria mais a Plenária. Entretanto, o Povo não se curvou, não acreditou e compareceu em massa.

No dia seguinte a realização da audiência, com muita vergonha do fracasso das tentativas inúteis de esvaziar o encontro entre o povo e os seus verdadeiros representantes, a turma do quanto pior melhor ainda passou nas casas dos moradores do Bairro dizendo que não deu quase ninguém na Plenária. Como mentem essas pessoas – basta ver as fotos -, pois além das 300 (trezentas) cadeiras que colocamos debaixo das tendas, ainda ficou uma multidão atrás das mesmas e outra centena em pé ao lado desses espaços cobertos até o final.

O Deputado Manoel Júnior, por sinal, postou em seu Twiter, exatamente no dia posterior – dia 18 de março de 2011, a seguinte mensagem: “Sucesso total a nossa audiência pública do Jardim Planalto... Obrigado a todos que compareceram... Já estamos organizando a próxima... 7:21 AM Mar 18 th - Via Web.

Clique Aqui neste Link e leia na íntegra o que Manoel Júnior postou em seu Twiter Oficial sobre a sua impressão com relação à audiência pública ocorrida em 17 de março de 2011 no Jardim Planalto.

Segundo Abraão Cavalcanti: “foi mais uma lição de democracia e de respeito ao cidadão”. Continuando a sua ponderação em seguida, fazendo um contraponto bastante pertinente: “Apesar de não podermos fazer o chamamento em carro de som nas ruas do bairro para que outras centenas de pessoas pudessem participar do Evento, já que o encontro estava pendente judicialmente até o início da noite – cuja decisão judicial tardiamente foi revogada em cima da hora -, a plenária foi um exemplo de participação popular digna dos grandes eventos do gênero nas demais cidades brasileiras que têm essa tradição de o povo acompanhando os seus representantes cotidianamente e, de dialogo democrático no meio da rua para encontrar soluções para as questões primordiais de interesse da sociedade, afinal, os interesses coletivos devem passar bem longe das politicagens que temos visto cotidianamente em algumas áreas da Cidade e por que não dizer do nosso Bairro”.

Como de praxe, Manoel Júnior foi acolhido de uma maneira impressionante por parte das pessoas presentes residentes no Jardim Planalto – centenas de moradores o receberam com muita alegria e respeito  -, até mesmo por que Ele tem sido o único parlamentar que mesmo depois de passadas as eleições reaparecem no Bairro para receber sugestões e para encaminhar pleitos dos cidadãos Oitizeirenses. Defender os direitos dos cidadãos pessoenses, assim como, de maneira mais firme e competente, dos mais desvalidos no Congresso Nacional tem sido uma retórica do referido Deputado. Além do mais, Manoel Júnior foi legitimado para tanto nas urnas do Jardim Planalto. Eleito  para fazer a defesa dos cidadãos aqui residentes, Manoel Júnior foi no último pleito coroado pelos Moradores do Jardim Planalto com a maior votação de toda a história das eleições no Bairro, recentemente, em outubro de 2010. Anteriormente, já na Eleição de 2006 - também para Deputado Federal -, Ele já conquistava a primeira colocação que na eleição antecessora - de 2002 -, pertencia ao Ex-Deputado Federal Ronaldo da Cunha Lima. Dessa forma, Manoel Júnior bateu o próprio recorde de votos, chegando a superar a sua própria marca no Único Colégio Eleitoral do Jardim Planalto - o Colégio Estadual de Ensino Fundamental e Médio Luzia Simões Bartolinne.

Na Plenária Popular realizada, no Jardim Planalto, o bairro foi representado na mesa das autoridades palestrantes pelo Suplente de Vereador Abraão Cavalcanti. Entretanto, a Assessoria do Deputado também teve a sensibilidade de através da liderança supracitada recomendar convocar, outras lideranças que logicamente se preocupam com a Região de Oitizeiro, a exemplo do Ex-Delegado do Orçamento Democrático -  Senhor José Ribeiro da Silva, do Desportista do Núcleo Esportivo da Varanda - Adeilson Sales Carmo dos Santos -, da líder de Bairro e Ex-Delegada do Orçamento Democrático - D. Maria do Carmo -, do Pastor Lenildo – Integrante principal da Igreja Assembléia de Deus de Oitizeiro -, e do Ex-vereador Fuba. Porém, muitas outras lideranças importantes do nosso Bairro fizeram questão de interagir na Audiência Pública, a exemplo de Luiz Bezerra de Lima - Delegado do Orçamento Democrático -, Jadilson Vasconcelos (Dicinho) - Líder das 3 Lagoas e Membro da AMJP, do Pastor José Gonzaga dos Santos e Presbítero Melquisedec Cavalcanti de Lacerda - Fundadores da Igreja Evangélica Batista Missionária (Localizada na Rua Nelson Carreira - Jardim Planalto), do Presbítero Walmir Santos e Obreiro Silmar Ferreira (Igreja Assembléia de Deus - Oitizeiro), D. Damázia Barbosa, José Ramalho (Zezinho da Oficina), Josinaldo Santos, Maurílio Dutra, Edigley Morais, dentre outros.

Toda Assessoria do Deputado Manoel Júnior capitaneadas pelo parlamentar ficaram à disposição dos moradores do Jardim Planalto para apoiá-los, efetivamente, durante a Plenária e interagiram com os moradores do Bairro quando necessário, a exemplo de Cláudia, Elaine, Jean. Loredana Ramos, Suelenna Picolli, a esposa de Manoel Júnior – Isabela Maroja -, Pablo, o Jornalista Maurílio Batista, Giovanna Lacerda, Joserly Luiz, além de outros voluntários amigos que também ajudaram na operacionalização da audiência pública, a exemplo de Braga, Manoel Barreto, Josué Diesel, Alessandro Barros, Júnior Frazão, Roberto, D. Lúcia, Ricardo Lucena e a esposa  Beta, e outras tantas pessoas que ajudaram o líder local Abraão Cavalcanti a dar o ponta pé inicial das plenárias populares que adentrarão outros bairros da Capital semanalmente para detectar e encaminhar para resolução junto aos órgãos públicos competentes de todas as demandas que foram oficialmente apresentadas verbalmente ou formalmente.

Abraão Cavalcanti apresentou ao Deputado Federal Manoel Júnior, em nome do Povo do Jardim Planalto, uma série de reivindicações, entretanto, duas foram consideradas pelo Suplente de Vereador, bastantes polêmicas e merecedoras de providências mais urgentes por parte do parlamentar, ou seja, de uma atenção especial daquela autoridade no que concerne ao uso de sua patente outorgada pelo Povo para exigir uma explicação imediata dos que ocupam os Cargos Públicos diretamente relacionados com as atividades inerentes as atividades de infra-estrutura urbana nesta Capital, quais sejam: a necessidade de conclusão da rede de esgotamento sanitário do bairro e a interligação deste com a lagoa de estabilização – estação de tratamento correspondente (que há uma década está sendo empurrada com a barriga pelos gestores que já subtraíram 5 anos de gestão municipal e sem que a solução cabal para os transtornos ocasionado com o descaso aconteça, tanto para atender as expectativas dos moradores do Jardim Planalto, como também para aqueles que residem nas comunidades do Entorno (Nas Fotos acima e na postada à direita abaixo, respectivamente, Abraão Cavalcanti percorre algumas das ruas do Jardim Planalto - Valêncio Lins de Mendonça e Tenente Cardoso -, e constata o esgoto a céu aberto que corre pelas vias, além de conversar e receber sugestões do dedicado morador José Rodrigues da Silva, que expõe as mesmas insatisfações dos demais moradores do Bairro no que concerne ao Esgotamento Sanitário inconcluso pela PMJP); e, a outra reclamação mais urgente apresentada diz respeito a descontinuidade da Obra de Pavimentação da Rua Marta da Luz (Na foto a esquerda, Abraão Cavalcanti verifica com Zezinho da Oficina a irresponsabilidade da Prefeitura da Capital em pavimentar apenas a Metade da Rua Marta da Luz, conforme verifica-se que a a obra na artéria foi executadapela metade e apenas  até as imediações do Colégio Euclides da Cunha, deixando a parte mais necessitada e íngreme sem uma pá de areia, frustando centenas de moradores que sonhavam com a integralidade do investimento até o dia da eleição em 2010). A obra parou exatamente no trecho mais crítico da via pública, na parte mais densa e onde os residentes são pessoas com condições econômicas muito aquém das demais  que residem nas outras áreas do Bairro. Acontece que a Prefeitura pavimentou a artéria apenas pela metade não fazendo os investimentos complementares para que o calçamento chegasse na outra ponta da via como prometeu o Ex-Prefeito e hoje Governador Ricardo Coutinho e como também informou o atual Prefeito da Capital – José Luciano Agra.

Depois da fala dos componentes da mesa foi à vez do Deputado Federal Manoel Júnior se dirigir aos representantes postos na mesa e aos presentes na Plenária Popular, quando, efetivamente foi logo dizendo que a Plenária havia sido adiada anteriormente por conta das chuvas, entretanto, o maior empecilho foi a tentativa esquisita da Prefeitura da Capital de tentar barrar o encontro por vias colaterais – através de uma Ação Judicial pleiteada por pessoas ligadas ao Gestão Municipal, disse Ele: “mostramos ao juiz que este encontro não se trata de propaganda eleitoral, pois terminei a minha campanha recentemente quando fui candidato a Deputado Federal, e, inclusive, fui o candidato que obteve as maior votação nesta Comunidade”. Continuou Manoel Júnior: “Eles estão com medo por que o povo e este parlamentar irão denunciar publicamente os desmandos que eles estão promovendo na Prefeitura Municipal e a tirania que o Governo do Estado tem promovido contra funcionários – demissão de pessoas humildes -, contra a saúde, contra os policiais e contra a sociedade que, inclusive, votou nele para Governador”. Adiantou aos presentes que: “nós não iremos nos curvar como nunca nos curvamos, pois queremos apenas interagir, pois já informamos a justiça que não se trata absolutamente de propaganda antecipada, porém para conhecer os problemas dos bairros para fazer um diagnóstico visando conhecer as cidades maiores ”. Continuou: “Não somente faremos esta audiência pública – a primeira -, no Jardim Planalto, como também em todos os Bairros e nas Comunidades Subnormais de nossa Capital, exatamente para exercer o contraditório, com responsabilidade, entretanto, sem subserviência e atendendo os apelos do povo e não dos homens que ficam nos Gabinetes tentando atrapalhar aqueles que buscam a cidadania plena para os que mais precisam”. Finaliza: “Essas plenárias serão realizadas por que propiciará a interlocução direta visando garantir ao parlamentar Federal uma janela, uma brecha para conhecer os problemas de uma Cidade que é o maior centro urbano da Paraíba”. Continua: “João Pessoa é a porta de entrada do nosso Estado, que ainda convive com problemas graves, portanto, precisamos conhecê-la melhor para nos prepararmos para pudermos ajudar melhor os órgãos públicos visando propiciar qualidade de vida para os seus habitantes”.

Logo depois, Manoel Júnior explicou a importância de ter sido eleito para a Presidência da Comissão Permanente de Desenvolvimento Urbano da Câmara Federal. Segundo Ele: “a eleição para a comissão foi honroso para a Paraíba, pois foi uma indicação do Partido na Câmara Federal, principalmente o líder do meu partido – o PMDB -, o Deputado Henrique Alves”. Continua Manoel Júnior: “Através desta Comissão, farei a discussão permanente e o exame das proposituras legislativas - projetos de Lei - antes de serem votados -, que serão apresentados por todos os Deputados Federais em Brasília, exatamente sobre aqueles temas que tem uma relação direta com o desenvolvimento urbano das Cidades, assim como, outros assuntos relativos  a problemática urbana das mesmas, a exemplo da ocupação do solo, a  habitação e o seu sistema financeiro, a infraestrutura urbana, o saneamento ambiental, o trânsito e transportes públicos urbanos, coleta de lixo e resíduos sólidos”. Dessa forma poderemos colaborar com o desenvolvimento não somente das cidades paraibanas, mas, também, de  todas as urbes brasileiras, fazendo um estudo bastante aprofundado por eu ser um parlamentar paraibano sobre as demandas do gênero que envolve os núcleos urbanos do Estado da Paraíba, especialmente, no que concerne a nossa Capital”.

Em seguida, o Deputado Manoel Júnior escutou vários moradores, dentre os quais: Jadilson (Dicinho), Rose, Valeska, etc., e outras pessoas do povo que residem no Bairro que reclamaram sobre insuficiência dos serviços de saúde – falta de médicos e medicamentos -, ruas esburacadas, pavimentações deixadas pela metade, falta de pavimentação em artérias que já constam como calçadas na Prefeitura, campo de futebol reformado parcialmente, esgoto a céu aberto, transporte público caro e insuficiente, dentre outras tantas irresponsabilidades do poder público que tem se mostrado omissa para resolver problemas às vezes básicos e essenciais.

Dessa forma, na plenária popular foram também sugeridas algumas propostas de atuação do Parlamentar por parte de nossas lideranças e feitos vários encaminhamentos importantes -  de forma colegiada -, especialmente pelos moradores Planaltenses que participaram da mesa ao lado de Abraão Cavalcanti e de Manoel Júnior. O senhor José Ribeiro da Silva (Foto abaixo - a esquerda), primeiramente, falou sobre algumas dificuldades que o Jardim Planalto tem passado no que concerne ao descaso público para com algumas atividades básicas - a saúde e a educação. Senhor José Ribeiro disse que: "os serviços executados pelo Programa de Saúde da Família têm sido prejudicado pela falta de médicos, faltando uma intervenção mais enérgica do  poder constituído – a Secretaria Municipal de Saúde -, que faz ouvido de mercador e não sana de vez o problema". Ele ainda falou que "fazia parte do Orçamento Democrático, entretanto, deixou de trabalhar voluntariamente por que não mais acreditava no Programa”. Continuou José Ribeiro: “o Orçamento Democrático deixou de ser colegiado e passou para as mãos de poucos interessados que ditam as normas e expõem alguns dos nossos poucos e excelentes Delegados que graças a Deus não são manipulados pelos Gestores”. Finaliza: “A grande maioria está sendo exposta ao ridículo, pois, não têm altivez e são desprovidos de apego ao Bairro, estrão apenas voltados para interesses mesquinhos de alguns e a serviço de Vereadores viciados".

A mesma ação de abandono denunciada pelo Morador José Ribeiro foi corroborada pela Senhora Maria do Carmo, Moradora de Oitizeiro, que na condição de Delegada, e segundo suas palavras, abandonou recentemente o Orçamento Democrático, já que em várias situações durante o íntere que passou voluntariamente servindo ao Orçamento democrático ficou “de saia justas por várias”. Disse ainda que: “esse vexame ocorreu por várias vezes e advinda de muitas pessoas residentes na Região Oitizeirense, especialmente, os moradores residentes na 8a Região Orçamentária, que compreende o Jardim Planalto, Funcionários I e Cruz das Armas, além das Comunidades consideradas subnormais que ficam situadas no entorno dessas”. Finalizou, dizendo: “Deus me concedeu esse livramento, permitindo que eu saísse de um Programa que só faz enganar as pessoas e que propicia qualidade de vida para poucos apadrinhados”.

Logo em seguida, o Pastor Lenildo - Foto à Direita -, Assembléia de Deus de Oitizeiro falou aos presentes e fez uma oração bastante emocionante para todos os presentes, pedindo a proteção de Deus para Manoel Júnior durante essa caminhada. Pastor Lenildo (Dido), se dirigiu a Manoel Júnior elogiando a iniciativa do mesmo de fazer essas plenárias e coragem do mesmo de olhar no olho do povo mesmo depois das eleições.  Ele pediu ao Deputado Federal Manoel Júnior que: "intensifique os laços de fraternidade no âmbito da Região de Oitizeiro que carece de apoio e de acolhimento para as pessoas humildes, especialmente na questão da fome e nas carências concernentes a satisfação da cidadania".

Daqueles que comporam a mesa, quem falou por último foi o morador Adeilson Sales, o qual, na oportunidade, também agradeceu toda a ajuda que Manoel Júnior tem dado ao Campeonato da Varanda – Oitizeiro -, juntamente com líder de Bairro Abraão Cavalcanti. Adeilson pediu ao Deputado o apoio para que os demais torneios futuros sejam melhorados logisticamente em detrimento dos antecessores que segundo Ele: "jamais tiveram o apoio da PMJP, entretanto, nunca deixaram de ter a solidariedade e apoio efetivo do Suplente de Vereador Abraão Cavalcanti e do Deputado Estadual Trócolli Júnior”. Segundo Adeilson: “Na última Edição – de 2010 -, Manoel Júnior também apoiou efetivamente o Campeonato, tendo como interlocutor o nosso verdadeiro líder Abraão Cavalcanti, motivo pelo qual, agradeço de público a colaboração, em nome dos Desportistas da Varanda e das áreas adjacentes (Cruz das Armas, Baleado, Funcionários I, Cristo Redentor, etc.), pois, essa atenção especial que o nobre Deputado tem dado ao Esporte Amador de Oitizeiro só faz enaltecer o seu nome e o nível do Esporte na Região".

Depois da fala de Adeilson Sales, Abraão Cavalcanti, finalmente, entregou a Manoel Júnior, também, um relatório sucinto com as principais reivindicações da Comunidade, formatado antes da Plenária e com o aval dos que fazem a Associação dos Moradores do Bairro para que o Parlamentar pudesse depois da audiência pública encaminhar com mais organização através do seu escritório de representação local as demandas do povo Planaltense seja por intermédio de ofícios ou de forma verbal, já que segundo o Deputado muita coisa será despachada pessoalmente por Ele junto aos dirigentes dos Entes Federativos.

Abraão no término do Evento concedeu a palavra para uma emissora de rádio local, quando, na oportunidade, ao ser abordado pelo repórter Maurílio Batista, sobre o que Ele tinha achado da Plenária, assim respondeu:  Quando vimos o Deputado Federal Manoel Júnior chegar ao Jardim Planalto para participar da Audiência Pública e centenas de pessoas o esperando para debater sobre os nossos problemas e os a respeito das providências  necessárias para solucioná-los, percebemos que o desejo real de mudança por parte do povo de boa fé do Jardim Planalto ainda está vivo dentro de cada morador.  Mudança de comportamento ético, mudança de atitude nas práticas até hoje adotadas na política, mudança de atitude no que concerne ao respeito que um homem público deve destinar ao contraditório – olhando no olho do cidadão mesmo se este pense de forma contrária. Que esse gesto ético, de compromisso e de cidadania desprendido por Manoel Júnior a toda sociedade Planaltense, de colocar o seu mandato - que teve novamente a aprovação de centenas de moradores  que lhes outorgaram mais uma vez o título de  Deputado Federal mais bem votado de todos os tempos segundo toda a história política no Jardim Planalto -, à disposição dos nossos moradores e sirva como exemplo para que no futuro possamos escolher  pessoas horadas a exemplo de Manoel Júnior para o exercício nobre de um Cargo Político. Fiquei bastante esperançoso pelo exemplo dado por Manoel Júnior que de certa forma será pedagógico para os agentes políticos desta Cidade, afinal,  tenho certeza que no nosso meio essas práticas passarão a ser adotadas daqui para frente, mesmo se por poucas pessoas,  entretanto, por quaisquer agentes do gênero – de boa fé -, e não apenas por Ele”.

Abraão Cavalcanti então esclarece que o único fato lamentável da Audiência Pública foi à atuação escandalosa e pejorativa de um certo cidadão que eventualmente - por fazer parte do seu perfil desequilibrado -, teve um ataque de fúria, depois que percebeu a presença de centenas de moradores do bairro na plenária e não conseguira agradar o seu Chefe - o Prefeito da Capital -, que não contava com a participatividade do povão na plenária, cujas cenas hilariantes foram foi reprovadas pelas centenas de pessoas que compareceram ao Evento. A missão do cidadão era de apenas tulmutuar, já que que não se expressou no microfone, porém, de forma desequilibrada agiu impudentemente, anarquicamente e com a agressividade contumaz, conforme histórico de convivência atestada por vários moradores do bairro. Entretanto a própria sociedade Planaltense condenou a sua postura ardil e desequilibrada de atuar, tentando tumultuar o ambiente, repreendendo-o e aconselhando-o a ser respeitoso para com os visitantes e para com as pessoas presentes. Segundo Marlus Batista - Senhor Dêda -, Cidadão que tem uma grande família no Jardim Planalto, que estava presente ao Evento: "se o referido rapaz, um dos filhos do Senhor Djalma da Venda - pequeno comerciante do Bairro -, tivesse a intenção do exercimento do contraditório ou explanar posições na audiência a respeito dos assuntos ali tratados, teria Ele, com certeza, se utilizado da palavra e de forma democrática se dirigir ao público mesmo que estava ansioso em debater assuntos sérios, entretanto, não sei qual seria a reação das pessoas, já que o cidadão desequilibrado estava praticamente só, apenas com 3 pessoas lhes auxiliando, procurando tirar fotos ou fazendo gravações avulsas para agradar alguém". Segundo Abraão Cavalcanti: “durante toda a plenária só teve ouvidos e visão para as pessoas decentes, participativas e que coadunam com o seu pensamento de coerência política com os Agentes políticos que tenham afinidade com os nossos projetos comuns, a exemplo de Manoel Júnior, já que a grande maioria dos nossos moradores é sábia e possuidora de qualidades inalienáveis e por isso tenho muita honra de residir no Jardim Planalto”.

O internauta para entender melhor precisa ler outra matéria postada por Abraão Cavalcanti que retrata a sua opinião sobre a participação agressiva da pessoa referenciada no parágrafo anterior durante a Plenária Popular de 17 de maço de 2011, na Rua Patrulheiro Sebastião Fernandes no Jardim Planalto e qual a opinião do autor do artigo sobre o assunto.

Clique Aqui neste Link e Leia a matéria anteriormente referenciada que tem o seguinte título: Audiência Pública realizada pelo Deputado Federal Manoel Júnior - um excelente momento para analisarmos as cenas deploráveis protagonizadas por um anarquista contumaz sobre a ótica do pensador Martin Luther King - O Silêncio dos Bons.

Para Abraão Cavalcanti: “Manoel Júnior demonstrou para toda a sociedade pessoense, e não somente para a residente no Jardim Planalto que apesar de ser muito comum e frequente vermos pessoas reclamando de muita coisa e dos políticos que ganham a eleição e desaparecem é possível que o cidadão tenha o direito inalienável de manifestar a sua inconformidade e decepção  para com os problemas que os afligem, especialmente, em razão das manobras intempestivas e irresponsáveis dos gestores públicos, que se locupletam do poder e não agem em favor dos menos favorecidos”. Continua: “Não podemos continuar fazendo de conta que não percebemos os anseios e gritos da sociedade e até mesmo daquelas pessoas veementemente insatisfeitas que têm cobrado atitudes altivas dos seus representantes, já que, na verdade eles desejam também fazer a sua parte, colaborando e sendo corresponsável por tudo o que acontece na sociedade, por isso, trouxe toda a minha equipe - Foto acima, a Direita -, com destaques para Jean e esposa juntos ao poste, Loredana Ramos de camisa listrada e suelenna Picolli de óculos, mais adiante -, para que eles anotem todas as demandas visando posteriormente fazermos um relatório suscinto visando cobrarmos a quem de direito toda cidadania que os moradores do Jardim Planalto têm direito e que o Poder Público, seja Ele, Federal, Estadual ou Municipal, em função da omissão ou ineficiência dos gestores que os fazem  não a disponibiliza de forma equitativa e justa”.

Editado e postado neste Site Por: Arthur Cavalcanti

Causou Impacto

Ant Prox