Get Adobe Flash player

O Site no Cotidiano

Ant Prox

Povo da Gente

O Site - abraaocavalcanti.com.br -, cobriu, no Novaes, a Plenária de Manoel Júnior (Deputado Federal), da qual, participaram, o Suplente de Vereador Abraão Cavalcanti e outras lideranças locais.

Deputado Federal Manoel Júnior promove Audiência Pública no Bairro dos Novaes. O Evento foi bastante participativo.

Deputado Federal Manoel Júnior realizou ontem, segunda-feira (18.07.11), mais uma audiência pública como parte integrante de uma série de outros encontros do gênero que fará por toda a Cidade de João Pessoa com o fito de, segundo Ele: “reapresentar-se não somente como o representante legitimado pelo povo que o elegeu – já que foi reeleito recentemente para ocupar uma Cadeira no Congresso Nacional -, entretanto, também, dos demais cidadãos que votaram em outros candidatos, mas, que precisam de uma voz para ressoar as sugestões e reclamações em direção aos gestores dos entes federativos que podem, efetivamente, ajudar aos que precisam dos serviços públicos básicos e essenciais”.

Nas Plenárias, Manoel Júnior colhe informações e faz um diagnóstico real dos principais problemas da cidade tendo como parâmetro os reclames do povo que as freqüentam, ou seja, ouvindo os moradores dos Bairros e das Comunidades Sub-Normais de João Pessoa, Ele sabe quais são os encaminhamentos mais plausíveis para  resolver os problemas apresentados e quais são os meios mais adequados para levar ao conhecimento das autoridades administrativas e políticas todas as demandas com a formalidade cabível para cada caso.

Audiência publica dessa vez aconteceu no Bairro dos Novaes, um populoso núcleo habitacional que já tem mais de meio século e que se localiza na Zona Sudoeste da Capital Paraibana.

Participaram da audiência pública acompanhando o Deputado Federal Manoel Júnior, formando, inclusive a Mesa dos convidados, o Suplente de Vereador Abraão Cavalcanti, e, ainda, os Vereadores Mangueira e Eliza Virgínia, o Ex-Vereador Fuba, Pr. Lenildo Fernandes - da Igreja Batista Assembléia de Deus Madureira do Bairro dos Novais -, a Diaconisa Maria de Fátima Amorim - da Igreja Evangélica Batista Cristã -, e dos Empresários locais Walmir Santos e Júnior Novaes.

O Suplente de Vereador do PMDB Abraão Cavalcanti, os demais membros da mesa retromencionados , assim como o promovente do Evento, o Deputado Manoel Júnior, fizeram as considerações iniciais e depois passaram a ouvir atentamente os anseios do povo em geral que se acomodaram confortavelmente no meio da Rua, literalmente, debaixo de uma tenda e em cadeiras cedidas gratuitamente pela Igreja Batista Assembléia de Deus Madureira do Bairro dos Novais – Pr. Lenildo Fernandes -, e pelo empresário Walmir Santos.

No decorrer da Planária, a população do Bairro dos Novaes - de todas as idades -, livremente, se pronunciaram e fizeram perguntas ao Parlamentar  sem serem importunados com a cronometragem do tempo e sobre temas livres, o qual, por sua vez respondia a todos os questionamentos, fazendo, em algumas situações as suas ponderações pessoais a respeito das informações requisitadas ou sugeridas. Durante a Audiência Pública as maiores reclamações dos moradores do Bairro dos Novaes foram a insegurança e a falta infraestrutura urbana.

Na sua fala inicial, o Deputado Federal Manoel Júnior se reportou aos presentes na plenária dizendo que nas semanas que antecedem a quaisquer das audiências públicas por Ele promovidas, seja em qualquer Bairro da Cidade, um grupo de pessoas ligadas ao seu Gabinete faz uma previa pesquisa de campo, para diagnosticar os principais problemas do bairro. Essa medida, segundo Ele: "objetiva subsidiar-lhe com as informações relevantes sobre os problemas passados pelos moradores de cada núcleo habitacional, para que, quando for escutar a população, já tenha em mãos algumas informações a respeito dos temas que, obviamente, serão aprofundados na plenária". Afirmou, ainda, Manoel Júnior: “Aqui no bairro dos Novaes, ficou constatado através de um pesquisa prévia que mais de 60% da população está insatisfeita com a insegurança, com a falta de saneamento básico, com a ausência de drenagem de águas pluviais nas ruas e a pouca atenção da PMJP no que diz respeito à pavimentação das artérias principais e secundárias". Continuou: “Isso é um absurdo, um bairro tão antigo, enfrentando ainda problemas de infraestrutura urbana em pleno Século XXI, enquanto que nos bairros considerados de áreas nobres da cidade, mesmo aqueles mais jovens, estão quase todos pavimentados”. Posteriormente, Ele citou os descasos da gestão atual da PMJP com a má gestão dos recursos para justificar a falta de dinheiro para atender as principais demandas da população residente, não somente no Bairro dos Novaes, entretanto, também em todas as demais localidades periféricas da Cidade.

Logo em seguida, a palavra foi concedida ao Suplente de Vereador Abraão Cavalcanti, que fez questão de evidenciar mais uma vez, assim como fez na Plenária do Jardim Planalto Jardim Planalto, a falta de interesse da Prefeitura da Capital em resolver os problemas do Bairro dos Novaes e do bairro onde reside.

Abraão Cavalcanti disse: "Aqui bem próximo, situada paralelamente, temos o exemplo da Rua Marta da Luz, uma artéria que constitui o limite dos bairros do Jardim Planalto e do Novaes, entretanto, que há mais de 6 anos teve oficializada a sua pavimentação no Quadro de Detalhamento da Despesa de 2006”. Continua Abraão Cavalcanti: “O QDD, é exatamente, um documento posterior a qualquer Orçamento Público o qual, no caso em tela foi assinado pelo Prefeito e pelos seus Secretários e que contem os valores que seriam empregados naquele ano pelos Órgãos da Prefeitura da Capital”. Seguindo afirmando: “Pois bem, como é parte integrante da Lei Orçamentária, o QDD tem a assinatura do atual Governador que na época era Prefeito de João Pessoa e do atual Prefeito – Luciano Agra -, que na época era Secretário de Planejamento de Ricardo Coutinho”. Asseverando: “Nesse documento, como dito, que constitui a peça complementar do Orçamento Programa de 2006, foram estabelecidos depois de aprovação pela Câmara Municipal, os valores que poderiam legalmente ser empregados no referido exercício para todas as rubricas orçamentárias, sendo fácil mostrar que nele também continha recursos para as obras públicas com recursos da própria Prefeitura e por intermédio de Convênio Federal, ou seja, tinha sim, recursos claros e específicos para viabilizar o empenhamento de despesas com a pavimentação da Rua Marta da Luz". Mostrando em seguida o documento, Abraão Cavalcanti segue a sua fala: “Pois está aqui o documento que contemplou a pavimentação da Marta da Luz já em 2006, inclusive tinha recursos disponíveis de forma clara, pois o nome da referida artéria e da Rua Josemar Leite de Araújo, além de outras do Bairro dos Novaes também poderiam ser realizadas naquele ano. Ou seja, a PMJP poderia ter estabelecido um cronograma de execução contemplando esses dois grandes Bairros já em 2006, pois dava ênfase para essa iniciativa no referido documento, não somente para as duas ruas acima citadas Rua Marta da Luz (Novaes/Jd Planalto) e Rua Josemar Leite de Araújo (Jd Planalto), como também, para muitas outras Ruas da localidade, a exemplo das seguintes artérias: Rua Plácido de Castro, Rua João Antônio Vieira de Melo (Loteamento Presidente Médice), Rua da Alegria e Rua José Novaes, e, no Conjunto Cabral Batista, a Rua José Minervino, a Rua Rogério Marques de Souza, Rua Maria Alves de Lima, Rua Celso Peixoto e Rua Carteiro José de Oliveira.”

Obs. Abraão Cavalcanti se reportou na Plenária ao QDD (Quadro de Detalhamento da Despesa da PMJP para o Exercício de 2006), que foi publicado no Semanário Oficial da PMJP – interstício de 15 a 21 de Janeiro de 2006, especialmente, se referindo as Páginas: 01, 02, 06, 79, 80 e, 83, além das demais que se referem as demandas do Orçamento Democrático: 177 e, 178.  Segundo Abraão Cavalcanti, esse documento foi assinado tanto por Ricardo Coutinho – Prefeito da época, como também, por todos os demais Secretários da maior autoridade municipal da época, incluindo nesse rol, o Senhor Luciano Agra, atual Prefeito de João Pessoa e, que na época era Secretário de Planejamento do atual Governador da Paraíba. Leia a parte do QDD abaixo que tinha além de outros detalhamentos de investimentos e obras pro parte da PMJP, outros projetos e atividades que contemplaram o Jardim Planalto, o Bairro dos Novaes, o Funcionários I, além de todas as comunidades consideradas sub-normais do entorno com pavimentação de Ruas e que por falta de decisão política de fazer nunca sequer foram iniciadas, assim como outras que foram iniciadas - pouquíssimas -,  e que deixaram, pela metade - inconclusas -, imediatamente depois das eleições.

O fato acima referenciado denota que os que fazem a PMJP guardam os recursos e vão empurrando com a barriga as metas para serem efetivamente feitas em grande escala nos período pré-eleitorais.

Veja no Quadro a seguir, as Ruas que foram contempladas no Quadro de Detalhamento da Despesa para o Exercício de 2006, nas quais, a Prefeitura de João Pessoa, jamais colocou uma pedra até a presente data, computando mais de 5 anos de mentira e de espera por parte da população nelas residentes, cujas obras , certamente, só serão começadas em novos períodos eleitorais:

11.000 – Secretaria de Infra-Estrutura

11.107 -  Diretoria de Obras

11.107.15.451.5099.1046

Infra-Estrutura Urbana da Cidade de João Pessoa


Promover uma melhor Qualidade de Vida a população carente do Município


Urbanizar Diversos Bairros e Comunidades com Drenagem,Pavimentação, contenção de encostas e recuperação de áreas

Degradadas.


Pavimentação das Ruas...Josemar Leite de Araújo no Jardim Planalto...Marta da Luz, Plácido de Castro, Rua João Antônio Vieira  de  Melo (Loteamento  Presidente  Médice),  Rua  da Alegria e Rua José Novaes, e, no Conjunto Cabral Batista, a Rua José Minervino, a Rua Rogério Marques de Souza, Rua Maria Alves de Lima, Rua Celso Peixoto e Rua Carteiro José de Oliveira, ...

11.107.15.451.5099.1063


Sistema Viário

Integrar as vias secundárias do sistema principal, facilitando o escoamento de  veículos  com  maior  segurança,  além de Funcionar como  via  alternativa  para  desafogar  o  sistema Principal.


Implantar a pavimentação  em  paralelepípedos  e asfáltica em diversas ruas e bairros   da  Cidade conforme discriminação a Seguir: ..., Rua da Alegria, Rua Plácido de Castro, Rua Santo Antônio, Rua Comerciante José Antônio de  Souza, Rua José Novaes - no Bairro dos Novaes...

Anexo:   Rua   Leopoldo  Bezerra  Cavalcante,  Rua   Alfredo Pereira Gomes,  Rua  Castro  Alves,  Rua  Napoleão Crispim, Rua João Hardman, Rua Licota Maroja, Rua Eunice Weaver, Rua Heitor Vila Lobos, Rua Aristides Vilar, Rua João Bandeira de Melo – No Bairro do Funcionários I.

Abraão Cavalcanti então continua textualizando as promessas vazias dos agentes políticos, dizendo: “Nenhuma das Ruas prometidas para calçamento em 2006. O  QDD foi meramente uma peça de ficção, pois a finalidade o objetivo da gestão naquele ano não era calçar as artérias porque não era um ano eleitoral. Além do mais, no ano seguinte os recursos aportados pelo Deputado Manoel Júnior que poderiam ser empregados no calçamento de Ruas da Periferia, foram destinados a recapear aquilo que já estava pavimentado para atender aos donos de Empresas de Ônibus. Logo, os mesmos gestores da PMJP que seguiram o Governador na sua nova missão com gestor estadual, ficaram enrolando os moradores das artéria retromencionadas e prometendo ano a ano o mesmo investimento, adiando-os até que se chegasse um novo período eleitoral. Veio 2007 e nada. Chegaram as eleições de 2008 e novas promessas, abusando da boa fé do povo humilde de Oitizeiro.

Denuncia Abraão Cavalcanti: “Ganharam mais uma vez as eleições com a ajuda das mesmas lideranças dentre as quais, este que vos falam. Nas caminhadas afirmavam o mesmo bordão das promessas eleitoreiras quanto a pavimentação das artérias, justificando de forma lamentável colocando a culpa em outros Entes Federativos e em instituições creditícias.

Asseverou Abraão Cavalcanti: “Depois das eleições de 2008 passaram-se mais dois anos e apenas 2 ruas foram pavimentadas das dezenas prometidas e inseridas em novos documentos internos da PMJP”.

Finalizando Abraão Cavalcanti exemplificando o descaso para com os moradores da Rua Marta da Luz: “A Rua Marta da Luz teve iniciado a sua pavimentação em Setembro de 2009 – Um ano antes do pleito eleitoral. Entretanto, pasmem queridos moradores: o descaso da PMJP para com o povo da periferia foi e será sempre tão desrespeitoso que o Candidato a Prefeito sabia da existência de uma Placa que informava o término dos serviços para Setembro de 2010. Pasmem, 1 ano para se pavimentar uma mesma artéria e, exatamente, um mês antes das eleições. Os moradores da Rua Marta da Luz ficaram extremamente decepcionados mais uma vez, pois, quando passou o período eleitoral, tiveram a ousadia de arrancar a placa e a obra ficou realmente pela metade. Foi pura moeda de troca os investimentos públicos da PMJP declarados como existentes nos orçamentos anuais do Ente".

Abraão Cavalcanti disse também que: "São muitos os descasos cometidos pela PMJP para com os moradores de Oitizeiro e aqui também atestamos que acontece a mesma coisa com os moradores do Bairro dos Novaes. Temos, como representantes das Entidades representativas da Região de fazer uma verdadeira peregrinação, as vezes sendo  até humilhados para reivindicarmos  a pavimentação de uma Rua, uma ajuda para um determinado evento, etc.”.

Portanto, peço ao Deputado Federal Manoel Júnior que se utilize do prestígio que possui no meio público para denunciar mais esse descaso da PMJP para com o Bairro dos Novaes e para com as comunidades subnormais adjacente, a exemplo do Cabral, Independência e Bola na Rede. Não dá mais para  conviver com lixo e lama".

Finalizando Abraão Cavalcanti: "Além dos descasos já referenciados, peço ao Deputado Federal Manoel Júnior que intervenha e denuncie essa maneira sagaz da PMJP  de querer se utilizar das obras públicas para promover uma moeda de troca em períodos eleitorais. Até mesmo porque os recursos utilizados na maioria dessas obras são oriundos do Ministério das Cidades e de outros Ministérios Federais. Para se ter uma idéia essa maneira esquisita de enganar as pessoas vem sendo adotada desde 2004, quando naquela época - basta consultar uma das moradoras que se encontra nesta Plenária, a Senhora Ana Judith, que é empresária e possui uma padaria na Rua Santos Stanislaw -, já enganavam os nossos moradores com a promessa de asfaltamento de Ruas. Desde 2004 antes das eleições, prometeram - os dois candidatos que polarizaram a eleição -, asfaltar o trecho compreendido entre a Avenida Cruz das Armas até a confluência da Rua Santos Stanislaw com a Rua Santo Antônio no Bairro dos Novaes. O resultado é que até hoje foi abandonada a outra metade da artéria que continua há mais de 6 anos sem recapeamento, que vai do final do trecho retromencionado até a BR - 101/230. Dessa forma, esse pedaço de Rua ficou totalmente esburacado e sem pavimentação, cujo problema se propaga dede aquela época até os dias de hoje. Pura enganação dos agentes políticos que foi oficializada pela PMJP".

Logo depois da fala de Abraão Cavalcanti, foi a vez do Pastor Lenildo Fernandes fazer as suas considerações, quando, oportunamente, disse: "Deputado Manoel Júnior, precisamos recomeçar o trabalho voluntário das associações e das entidades religiosas sem fins lucrativos que desapareceram depois da chegada desse governo que está aí. Muitos aqui falaram sobre a conclusão de obras, mas o que eu quero reivindicar é que o Senhor particularmente comece a fazer alguns encaminhamentos nos entes federativos para atender todos os anseios da classe humilde, que passa fome e que tem enfrentado dificuldades e a cada ano vemos a situação piorar”.

Continuou Pr. Lenildo Fernandes: "observamos que o Bairro dos Novaes acompanhou o crescimento exagerado da Cidade de João Pessoa, mas, não acompanhou o seu desenvolvimento. Há muito tempo a PMJO adota políticas direcionadas para alguns e se esquece da maioria que passa fome, que vive na miséria".

Finalizou o Pr. Lenildo: "O Bairro dos Novaes enfrenta uma dificuldade diferente dos demais núcleos urbanos do porte populacional da Cidade. Ele precisa urgentemente de apoio para muitas de suas necessidades sociais, já que há muito tempo as associações e as igrejas estão sofrendo pois, só recebem ajuda se ficarem escravizados pela política. Por isso deputado, venho a esta Audiência Pública pedir que o Senhor nos ajudem urgentemente a apoiar ações concretas para a promoção social para aqueles que mais necessitam. Precisamos alimentar seja através de um sopão comunitário ou por meio de outras ações públicas muita gente que passa fome. Precisamos mais de acolhimento do que de investimentos na pedra e no cal. Precisamos reativar algumas das atividades que outrora promovíamos com a ajuda pública, especialmente, procurando dar de comer a centenas de pessoas que passam necessidade nas comunidades do entorno, a exemplo de Bola na Rede, de Independência e de Cabral Batista. Finalmente, precisamos, também, viabilizar para muita gente humilde, alguns Cursos Profissionalizantes para podermos ocupar os jovens que estão migrando para as drogas. Precisamos dar-lhes oportunidades cidadãs para que façam naturalmente o caminho de volta já que muitos se encontram escravizados por esse mal", finalizou.

O Comerciante Júnior Novaes endossou as palavras dos componentes da mesa recomendou ao Deputado Manoel Júnior que fizesse uma cobrança enérgica de todas as demandas apresentadas na plenária, parabenizando ao Parlamentar pela iniciativa de estar presente naquele instante ao lado do povo e das lideranças locais discutindo ações para a melhoria da qualidade de vida dos moradores do Bairro anfitrião. Júnior Novaes também reclamou da falta de compromisso da Prefeitura da Capital que prometera há vários anos atrás o término do saneamento do bairro e o recapeamento complementar da Rua Desembargador Santos Stanislaw sem que até aquele momento sequer um carro de mão  de piche tenha sido colocado para recapear o trecho abandonado logo depois de um determinado período eleitoral.

Ainda, como componente da mesa, falou a Diaconisa Maria de Fátima Amorim - da Igreja Evangélica Batista Cristã. Ela parabenizou o Deputado Federal Manoel Júnior pela coragem e pediu ao parlamentar: "mais ações em prol das pessoas carentes da Região de Oitizeiro como um todo". Dona Maria de Fátima expressou a sua indignação com relação ao problema das drogas lamentou a ausência do poder público auxiliando a sociedade nessa tarefa que considera "espinhosa", assim como, reivindicou assistência mais ativa por parte dos que fazem os Postos de Saúde da Família para que acolham com mais dignidade as pessoas carentes da região.

Iniciada as falas dos moradores presentes, inicialmente, se pronunciou o comerciante Walmir Santos, que tem uma loja na Rua Desembargador Santos Stanislaw disse que o sistema esgotamento sanitário por não estar liberado tem ligações clandestinas e passaram, anualmente a causar mais transtornos ainda a comunidade do Bairro dos Novaes que é mais baixa que os outros bairros do Entorno e recebe toda descarga de águas pluviais. Segundo Walmir Santos: "quando chove o local fica completamente alagado, ou seja, como nos últimos dias tem chovido muito, fiquei impedido, inclusive de acessar a minha loja". Finalizou Walmir: "a falta de saneamento e drenagem na rua Santos Stanislaw fez os esgotos esborrarem, e essas águas sujas invadem, eventualmente todos os comércios que lá existem”, reclamou.

O aposentado Wagner Santos, pediu melhorias nas condições das ruas de acesso ao bairro, solicitando a construção de um binário em direção a via oeste. “Temos apenas três ruas asfaltadas no bairro, entretanto, as mesmas estão completamente deterioradas, o que provoca problemas como poeira na época de seca e lama durante o período de chuvas”.

Segundo o morador Silmar Ferreira, o Bairro dos Novaes não possui nenhum tipo de área de lazer, e é considerado um dos mais violentos da cidade de João Pessoa. “Aqui não temos nenhum ginásios nas escolas, as praças não existem. A Prefeitura de João Pessoa apenas se preocupa em construir praças bonitas nos locais estratégicos, pra mostrar serviço, eles não estão preocupados com bairros carentes. Portanto, que reivindico que seja construída uma praça neste enorme bairro da Cidade”. Silmar Ferreira ainda lembrou que a violência no Novaes é muito intensa. Disse Ele: “muitos adolescentes não têm como praticar esporte em função da falta de infraestrutura no bairro e acabam se envolvendo nas drogas  e nas diversas outras modalidades de crimes”. Silmar Ferreira ainda falou sobre a demissão que sofreu no segundo Governo de Ricardo Coutinho como prêmio por ter ajudado juntamente com Abraão Cavalcanti a reelegê-lo e sobre e sobre a falta de locais para se fazer cultos em áreas livres, já que há uma proibição de fazer esse tipo de evento nas ruas, só sendo possível com o deferimento formal de licença por parte da PMJP, o que além de oneroso, causa constrangimento a qualquer cristão".

Logo em seguida, tivemos algumas falas de pessoas do povo que sensibilizaram bastante as demais pessoas presentes além do Deputado Manoel Júnior, quais sejam:

O Senhor Edson Batista reclamou da falta de infra-estrutura, sugeriu a construção de uma passarela na BR 101/230 - nas imediações do prédio do corpo de bombeiros  -, reclamou do fechamento de uma das Unidades de Saúde da Família do Bairro dos Novaes, evidenciando que passou mais de 24 meses esperando por uma consulta para o seu pai, se indignou com a violência crescente que se dissemina na região de Oitizeiro e fez observar que a quadra poliesportiva do Colégio Estadual Otávio do Novaes que era disponibilizada no Governo José Maranhão para toda a sociedade, hoje está fechada para a práticas de eventos esportivos comunitários locais nos finais de semana.

A moradora Cássia Rodrigues relembrou a promessa de calçamento eleitoreira da Rua Santo Antônio e fez críticas a falta de saneamento no Bairro dos Novaes.

A cidadã Adriana Santos reclamou da demora do SAMU em atender um paciente que esteja precisando do atendimento de urgência, criticou o mal atendimento dos que entregam o pão e o leite através de Programa do Governo do Estado, reclamou da demora para o início da construção das últimas casas através do PSH por parte da Administração Municipal.

O Senhor José Edson dos Santos disse que: "A Rua Plácido de Castro que foi prometido o calçamento desde o início da gestão de Ricardo Coutinho tem hoje muita barata, rato e outros bichos e insetos se proliferando em razão do esgoto a céu aberto e que a Prefeitura de João Pessoa tem feito ouvido de mercador para a situação.

O Suplente de Vereador Josué Diesel disse que no domingo passado, dia 17 de julho de 2011, os moradores das 3 Lagoas ficaram ilhados por falta de manutenção de redes de esgotos por parte da SEINFRA, e desabafou: "Deputado Manoel Júnior, eu pensei que já tinha visto tudo em relação ao sofrimento dos que fazem as 3 Lagoas, porém, no domingo passado eu vi pessoas humildes chorando, sofrendo por causa das águas que invadiram as suas casas. Foram cenas lamentáveis, ocasionadas pela simples falta de manutenção e por conta de uma determinada pessoa que entupiu os bueiros com entulhos de uma casa que havia sido demolida parcialmente". Josué reclamou da ausência da PMJP nessas manutenções periódicas prévias que evidentemente previnem esse tipo de calamidade em períodos chuvosos de alta precipitação".

A Senhora Betânia disse que há um ano espera uma mamografia para a sua irmã e reivindicou uma lombada eletrônica para a entrada do Bairro dos Novaes nas imediações da Via Oeste.

O Senhor Valber Ribeiro reclamou dos serviços de saúde já que os seu sobrinho, através dos familiares, há mais de 6 meses reivindicou um exame sem que nenhuma atitude cabal tenha sido tomada pela PMJP para sanar o problema. Valber também reclamou das promessas eleitoreiras feitas pelo prefeito antecessor e pelo atual que em caminhadas e conforme Abraão Cavalcanti apresentou, também, através de documentos internos, o calçamento de Ruas no Bairro dos Novaes, pois já se passaram 7 anos dessas promessas e apenas duas Ruas no Bairro foram pavimentadas de forma lenta, inclusive, uma pela metade.

O Deputado Manoel Júnior ouviu todos os moradores que se pronunciaram na Plenária, criticou a maneira irresponsável que a Prefeitura da Capital tem tratado os moradores do Novaes e das demais comunidades Oitizeirenses, mostrando, inclusive alguns dados caóticos sobre a situação das escolas e das creches de João Pessoa.

Em seguida comentou que vai denunciar a não disponibilização dos montantes utilizados conforme Fontes de Recursos nas Placas indicativas de pavimentação das pouquíssimas Ruas que foram contempladas com essa ação de governo, já que conforme fotografias o dinheiro veio sim do Governo Federal e a PMJP tem omitido os montantes empregados, entretanto, coloca apenas as localidades e o valor genérico para todo o conjunto de ações contribuindo para a ilegalidade na publicidade das obras, pois a população entende como se fossem os recursos empregados sejam próprios, prometendo, inclusive,  mais uma vez, assim como fez no Jardim Planalto, denunciar o calçamento pela metade da Rua Marta da Luz.

Manoel Júnior ainda se comprometeu a enviar aos entes federativos - prefeitura, estado e ao governo federal -, ofícios cobrando mais eficiência e transparência para todas as demandas apresentadas na audiência pública e lamentou o acontecido nas 3 lagoas, informando que foi acionado por sua assessoria e imediatamente fez contato com os órgãos de comunicação para denunciar a calamidade, motivo pelo qual a PMJP passou a tomar as medidas céleres com medo da imprensa.

No Final da Audiência, depois de ouvir e responder questionamento sobre problemas localizados no âmbito do Novaes, Manoel Júnior se despediu dos moradores do Bairro dizendo: “O planejamento e o destino dos recursos devem ser ferramentas para amenizar situações adversas eventuais e para inserir comunidades como o Bairro do Novaes em projetos de desenvolvimento de uma cidade". Segue Manoel Júnior: "O município de João Pessoa não passa por uma situação financeira difícil, pois só a Secretaria Municipal de Saúde da Capital tem mais recursos do que a Prefeitura Municipal de Campina Grande com toda a sua arrecadação de impostos". Finalizando: " o que acontece hoje na Prefeitura é a má gestão dos recursos públicos e desvios de finalidade de algumas ações de governo para atender individualidades de aliados políticos, etc., motivo pelo qual, nessas audiências públicas tenho convidado toda a sociedade pessoense para juntos - parlamentares e povo que os elegeram -, fazermos o controle social e combater mesmo que indiretamente a corrupção, assim como a pouca vergonha de alguns gestores que teimam em levar pra casa aquilo que é público".

Abraão Cavalcanti no final da Audiência Pública parabenizou o Deputado Federal Manoel Júnior pela iniciativa de fazer aquela audiência Pública no Bairro dos Nova, explicitando que nesse tipo de atividade "podemos abrir a porta para um diálogo franco com os representantes de entidades religiosas, comunitárias, educacionais, de saúde,b representativas das comunidades e dos profissionais em geral, e com o povão, pois são  eles que sabem o que é prioridade para seu bairro: se uma creche ou uma praça, se um mercado ou um campo de pelada, por exemplo".

Abraão ainda disse, fazendo uma comparação entre a audiência pública promovida pelo Deputado Federal Manoel Júnior com as Plenárias do Orçamento Democrático da PMJP que: "Uma audiência pública do nível da que aconteceu hoje, sem pressão, sem leviandades, sem cooptação, sem quaisquer instrumento de atração a não ser ouvir as pessoas, é muito relevante para toda a comunidade e uma excelente oportunidade de participação e de pedagogicamente ensinar cidadania as pessoas em geral. Diferentemente do Orçamento Democrático que como instrumento de governo para aferir as necessidades está sendo desvirtuada a sua função para atender a interesses de poucas pessoas".  Concluindo: "pena que um instrumento tão importante para a democracia seja utilizado de forma tão banal e para benefícios de alguns privilegiados".

Clique - Aqui neste Link -, e veja mais algumas FOTOS DA PLENÁRIA DO BAIRRO DOS NOVAES.

Texto Produzido e Postado neste Site Por: Arthur Cavalcanti.

Causou Impacto

Ant Prox