Get Adobe Flash player

O Site no Cotidiano

Ant Prox

Povo da Gente

DESCASO: O martírio dos oitizeirenses com o saneamento básico

19.12.2016 - O esgotamento sanitário da região de Oitizeiro é um ponto importante na vida política do lugar. Fruto de promessas de anos fonte: webatrás, enfrenta até hoje as consequências da mentira. Ou quem diz uma coisa e não cumpre é outra coisa senão um mentiroso? Me perdoem os mais frágeis.

Um dos calvários cotidianos do brasileiro é a falta de estrutura básica nos nos bairros onde residem. Em todo o país, milhões de pessoas sofrem com o esgoto a céu aberto e o consequente mau cheiro, sobretudo os que moram nas zonas periféricas das cidades.

Em João Pessoa, mais especificamente na zona sudoeste da capital paraibana, centenas de cidadãos conhecem bem essa realidade, e como todos nós em alguma medida, foram feitos de palhaços graças a atitudes covardes dos que, covenientemente, prometeram o que não puderam ou, como é neste caso, não quiseram cumprir.

fonte: webO esgotamento sanitário da região de Oitizeiro é um ponto importante na vida política do lugar. Fruto de promessas de anos atrás, enfrenta até hoje as consequências da mentira. Ou quem diz uma coisa e não cumpre é outra coisa senão um mentiroso? Me perdoem os mais frágeis.

Em vídeo de 2008, o governador do estado Ricardo Coutinho disse, para quem quisesse ouvir, que concluiria a obra, custasse o preço que fosse. Segundo o próprio, “o que fizeram” com os moradores do Jardim Planalto, Jardim Veneza, Bairro dos Novais e região, foi um “roubo”, uma “vergonha”. Na ocasião, ele prometeu a conclusão das obras em dezembro. Pois bem, o esgoto jorrando nas ruas até hoje diz o contrário. Aparentemente, Ricardo Coutinho fez o mesmo que os outros que ele acusara anos atrás fizeram: deixou o povo amargurado.

Em 2011, o deputado federal Manoel Junior denunciou na Câmara dos Deputados o problema enfrentado pelos moradores do Jardim Planalto e região de Oitizeiro. No Congresso Nacional, coube ao deputado expor a carência do bairro e o desegano de seus moradores.

Já em 2016, através de denúncias da população planaltense, a TV Cabo Branco visitou o bairro e constatou os problemas. Em março, a primeira cobrança foi feita. A Cagepa, responsável pelas obras, prometeu a entrega para o final de agosto. Chegado ao mês, nada foi feito, o que não chega a ser uma surpresa para os que já se acostumaram com o mau cheiro na porta de suas casas. Foi aí que o suplente de vereador eleito Abraão Cavalcanti resolveu encarar novamente o problema, apesar de ter tido a afirmação do hoje governador Ricardo Coutinho de que a obra estaria concluída em tempo recorde.

Em novembro, a TV Cabo Branco voltou ao Jardim Planalto mais uma vez através do quadro televisivo Calendário JPB, cobrando das autoridades competentes a solução do problema. O resultado: mais um compromisso adiado, desta vez, segundo os responsáveis pela obra, por falta de equipamentos.

fonte: webAbraão Cavalcanti, suplente de vereador eleito, compartilhou seu pensamento sobre a reportagem feita pela TV Cabro, no quadro Calendário JPB, reiterando a sua prática de cobrar as obras que se arrastam há anos na região.

“O esgotamento sanitário na nossa região se arrasta há anos por mero descaso e carece de conclusão. A volta do Calendário JPB, da TV Cabo Branco depois de dar um prazo a CAGEPA para termina-lo, é mais uma tentativa de pressionar essas autoridades. Oitizeiro carece de mais apoio do poder público. Como representante de um povo que me deu uma votação expressiva nas urnas, não posso me calar ou me omitir diante de tanta falta de sensibilidade dessa gente”, disse.

Líder comunitário atestado pelos oitizeirenses, Abraão utiliza as redes sociais como instrumento de cobranças em relação a celeridade das obras públicas no bairro. É o mesmo expediente que Willians Deus, morador da rua do Agave, no bairro dos Novais, faz em seu pefil na internet, como na imagem abaixo (clique e veja o vídeo).


Sem estes exemplos, o Planalto, o Bairro dos Novais, o bairro dos Funcionários I e comunidades subnormais (Cabral, Independência, Bola na rede e Guaíba), todos pertencentes a região de Oitizeiro, estariam esquecidos pelo poder público e pela imprensa. Com o que podem, seus moradores denunciam o descaso, a mentira e o sofrimento de milhares de famílias. Como a democracia pede, cumprem seu papel de cidadão, justamente o que falta em parte da nossa classe política.

Postado neste site e editado pelos Colunistas: Klebson de Oliveira e Abraão Cavalcanti

Causou Impacto

Ant Prox