Get Adobe Flash player

O Site no Cotidiano

Ant Prox

Povo da Gente

Banner

Em decisão monocrática, Justiça declara Jackson Macedo presidente do PT; ainda cabe recurso

30.05.2017 - Na ação, o grupo pedia a anulação do encontro estadual sob a alegação de que o Diretório Estadual teria descumprido uma decisão anterior em que mandava o partido admitir 120 delegados da chapa ligada a Anísio.

A novela envolvendo as eleições internas do PT ganhou mais um capítulo esta semana. Em decisão monocrática, o juiz da 15ª Vara Civil, Keops de Vasconcelos, negou o pedido de tutela antecipada impetrado pelo grupo do deputado Anísio Maia e decidiu que Jackson Macedo permanece eleito presidente do Diretório Estadual do partido. A posse só ocorrerá em fevereiro de 2018.
Leia também: Presidência do PT na Paraíba deve ser definida nos próximos dias, após decisão judicial
Anísio confia em decisão judicial para assumir presidência estadual do PT e quer ‘limpeza’ no partido
Na ação, o grupo pedia a anulação do encontro estadual sob a alegação de que o Diretório Estadual teria descumprido uma decisão anterior em que mandava o partido admitir 120 delegados da chapa ligada a Anísio.
“Eu não vislumbrei nenhuma prova que nessa reunião do Diretório Estadual tenha havido descumprimento. Uma determinada chapa resolveu fazer outra reunião e eleger outra diretoria e não vi motivos para anular a eleição oficial e manter a eleição feita em reunião paralela”, explicou o juiz.

Fonte: webA novela envolvendo as eleições internas do PT ganhou mais um capítulo esta semana. Em decisão monocrática, o juiz da 15ª Vara Civil, Keops de Vasconcelos, negou o pedido de tutela antecipada impetrado pelo grupo do deputado Anísio Maia e decidiu que Jackson Macedo permanece eleito presidente do Diretório Estadual do partido. A posse só ocorrerá em fevereiro de 2018.

Anísio confia em decisão judicial para assumir presidência estadual do PT e quer ‘limpeza’ no partido

Na ação, o grupo pedia a anulação do encontro estadual sob a alegação de que o Diretório Estadual teria descumprido uma decisão anterior em que mandava o partido admitir 120 delegados da chapa ligada a Anísio.

“Eu não vislumbrei nenhuma prova que nessa reunião do Diretório Estadual tenha havido descumprimento. Uma determinada chapa resolveu fazer outra reunião e eleger outra diretoria e não vi motivos para anular a eleição oficial e manter a eleição feita em reunião paralela”, explicou o juiz.

*Blog do Gordinho

Postado neste site por: Klebson de Oliveira

Causou Impacto

Ant Prox