Get Adobe Flash player

O Site no Cotidiano

Ant Prox

Povo da Gente

Banner

PMJP comemora avanços na Educação e prepara futuras gerações para um mundo globalizado

13.08.2018 - O dia está apenas começando na Escola Municipal Dom José Maria Pires, localizada no Alto do Mateus. A euforia das crianças fonte: webentrando nas salas de aula dá a impressão de que a instituição é igual a qualquer outra – não fosse por um detalhe: alunos do 6° ano e professores se cumprimentam em Inglês. A unidade é pioneira no Nordeste no ensino público do segundo idioma – uma aposta da Prefeitura Municipal de João Pessoa (PMJP), que prepara as futuras gerações para um mundo cada vez mais globalizado.

“Este é mais um passo decisivo para que João Pessoa continue no caminho certo, fazendo o que nunca foi feito na educação. Daqui, os estudantes sairão para a inserção no mercado global, prontos para enfrentar novos desafios em condições de igualdade com o ensino ofertado por outras escolas no mundo”, disse o prefeito Luciano Cartaxo, sobre a importância da unidade escolar inaugurada pela PMJP há seis meses.

Funcionando em Tempo Integral, a Escola Municipal Dom José Maria Pires trabalha com ensino bilíngue com alunos a partir do 6° ano. A proposta é que eles passem pelo ciclo completo na unidade, do 6° até o 9° ano.

Alexandre Dias, 11 anos, está inserido nesse contexto. “Eu já quis ser cientista, bombeiro, policial, mas, hoje, eu não tenho certeza de nada. Só sei que vou ser alguma coisa grande, e sei que estou no caminho certo, porque o Inglês é muito importante para qualquer profissão”, disse o aluno.

Metodologicamente o ensino bilíngue é aplicado em todas as disciplinas – Português, Geografia, História, Ciências e Matemática, além do contra turno, onde os alunos têm, além de atividades lúdico-pedagógicas, aulas específicas para o estudo da língua estrangeira, com atividades para o desenvolvimento da escuta, leitura e escrita em Inglês. É uma construção para uma transformação social, afirma o diretor da escola, Gilmar Caramuru.

“Uma criança estudar numa escola bilíngue é um direito que a gestão municipal teve a sensibilidade e está fazendo valer esse direito. A ideia é que a gente possa construir uma cultura de transformação social, porque quando se estuda outro idioma se estuda culturas, conhecimentos e a compreensão de um contexto daquele país, que tem aquele idioma. Portanto, é algo profundamente transformador para essas crianças e para as famílias, que estão muito agradecidas em ter seus filhos estudando sob essa perspectiva”, afirmou.

Claudiana Dias, mãe de Alexandre Dias, diz que o aprendizado de um segundo idioma é fundamental para o futuro do filho. Ela só não imaginava que teria essa ferramenta tão cedo e de forma gratuita. “Ano passado eu nem sonhava com essa possibilidade. No máximo mais adiante, se eu pudesse pagar. Alexandre hoje é uma criança muito mais aplicada, focada nos estudos, extrovertida, participativa. Eu atribuo isso a rotina na escola, onde ele desenvolve o conhecimento e interação”, garante.

Escola Bilíngue – A unidade dispõe de 14 salas de aulas, todas climatizadas, laboratório de tecnologia, biblioteca, ginásio poliesportivo, quadra, auditório e área de convivência. Diferente de uma escola tradicional, os alunos da bilíngue dispõem de um espaço pedagógico para cada disciplina, integrando um grande circuito para o aprendizado de mais um idioma. A sinalização também é inovadora, com textos e imagens que estimulam a formação dos alunos.

Avanços na educação – No mês de aniversário de 433 anos de João Pessoa, a Prefeitura comemora avanços na educação – um salto tanto na qualidade no ensino como no número de vagas ofertadas a população – a partir do ano de 2013 o ensino da Capital começou a passar por uma “revolução”.

A Educação Infantil deu um salto de 4 mil alunos para a marca de aproximadamente 13 mil – um crescimento de 225%. O aumento também se estendeu nas unidades de ensino. O prefeito Luciano Cartaxo assumiu a gestão com apenas 43 Centros de Referência de Educação Infantil (Creis). Esses números hoje já chegam ao patamar de 85 unidades – salto de 97%. Já o número de escolas em Tempo Integral saltou de 17 para 27 em apenas um ano, um crescimento de aproximadamente 60%.

Em 2018 o número de vagas ofertadas pelo município, somados o Ensino Fundamental I, II, Educação de Jovens e Adultos (EJA) e Centros de Referência em Educação Infantil (Creis) superou a marca de 60 mil.

Outro destaque na educação é o programa Geração Alfabetizada, que tem o objetivo de sensibilizar os alunos acerca da importância do estudo da Literatura Infantil, utilizando métodos e técnicas que envolvam a leitura e a escrita de maneira lúdica, bem como o fortalecimento do processo de letramento no ciclo de alfabetização.

Outro destaque na educação é o programa Geração Alfabetizada, que tem o objetivo de sensibilizar os alunos acerca da importância do estudo da Literatura Infantil, utilizando métodos e técnicas que envolvam a leitura e a escrita de maneira lúdica, bem como o fortalecimento do processo de letramento no ciclo de alfabetização.

O projeto também busca despertar o gosto pela leitura, promover momentos de interação entre os alunos, através das histórias contadas, realizar leituras visuais através de gravuras, além de oferecer subsídios para que ao término do ciclo de alfabetização, o aluno possa ler, escrever e interpretar textos, estimular a oralidade e a escrita.

*Blog do Anderson Soares

Postado neste site por: Klebson de Oliveira

Causou Impacto

Ant Prox